Nuestra lucha no se trata de una mera elección estrecha entre opciones electorales dentro del actual régimen, sino de apostar por formas de organización económica y espiritual, cualitativamente superiores a la civilización burguesa, donde se garantiza la emancipación del proletariado y la democracia real. Es la lucha popular por la conquista de la civilización socialista, partiendo del estudio científico de las bases materiales que lo posibilitan y con el objetivo último del comunismo.

[Automatic translation: EN]
[Traduction automatique: FR]

3 de octubre de 2015

Timoleón Jiménez, líder de FARC-EP, en teleSUR. Entrevista de Piedad ...



Recordemos que las FARC-EP es una gran organización político militar nacida del Partido Comunista de Colombia (PCC) que hoy dirige el Partido Comunista de Colombia Clandestino (PCCC).
Enlace permanente de imagen incrustada

Etiquetas:

3 Comments:

Anonymous AnonimoTrotskista said...

Sobre as eleições em Portugal, o resultado é complexo, pode-se dizer algo agridoce.
Aparentemente a direita vence as eleições mantendo a coligação de direita o poder, mas na verdade perdeu votos e deputados, sinal nítido de descontentamento, a sua “vitória” é pois conjuntural, deve-se ao medo ainda da população se radicalizar e de vez romper com a merda capitalista.
O segundo votado foi o Partido Socialista, o PSOE português, que conseguiu a proeza de perder as eleições com um governo altamente impopular, sinal nítido do descontentamento popular e descrédito crescente que o centro tem vindo a ter, isto é um bom sinal não obstante a “vitória temporária” da direita.

Continua:

1:47 p. m.  
Anonymous AnonimoTrotskista said...


A 3º força deixou de ser a CDU, coligação do Partido Comunista Português e Partido Ecologista os Verdes, que na verdade até ganhou votos e 1 deputado, contudo o Bloco de Esquerda (o Podemos português) aparentemente ressuscitou e duplicou a última votação que tinha tido, que tinha sido desastrosa, isto é em parte uma boa notícia (aumento de votos na CDU) e má notícia, o ressuscitar do PODEMOS que é um rival influente do PCP, mas penso que isto se explica certos factores conjunturais: á luz da fraca capacidade evidenciada pelo líder do PS, ao medo ainda em votar no PCP dado os clichés anti-comunistas e a existência de candidaturas novas, á esquerda, de partidos inúteis, mas que retiram votos, espartilham e impedem que o PCP emerja como a única alternativa clara, parecendo que “entre várias alternativas, vou evitar votar nos comunistas”; outro fator foi a simpatia da candidata líder do Bloco, Mariana Martins, que evitou o erro de á 4 anos, quando o Bloco enveredou por uma campanha revelando arrogância, exibindo uma mania de virtuosismo oral, mania de superioridade, muito igual á arrogância tipo messiânica de um Iglesias, assim a atual líder do Bloco focou-se no protesto contra o governo e não em manias de vedetismo; contudo o Bloco não roubou votos á CDU, que até aumentou o nº de votos, mas sim terá roubado votos ao centro, ao PSD-CDS (coligação de direita) e ao PS, mas não á CDU, assim o cenário é complexo e talvez seja o fato mais significativo das eleições, o eleitorado da CDU e Bloco, conotados com o marxismo, é de 19%, isto com a direita a obter 38% dos votos (perde maioria absoluta), o PS obtém 32%, o Bloco obtém 10%, a CDU obtém 8%, a seguir vem a surpresa, o PAN (partido de defesa dos animais) obtém 1.39% e elege um deputado, depois vem partidos sem história ou relevância, criados á esquerda (suspeito que pela CIA para enfraquecer o potencial de voto da CDU ou são projetos de poder pessoal), a excepção é o PCTP-MRPP, Partido Comunista Trabalhadores Portugueses-Movimento Reorganizativo do Partido do Proletariado, são maoístas, é um partido histórico, inimigo clássico do PCP, sempre ás portas da eleição de um deputado, o seu líder Garcia Pereira é sobejamente conhecido.

Continua:

1:49 p. m.  
Anonymous AnonimoTrotskista said...

O resto são escolhos, iludidos, ingénuos, o PAN, por exemplo, elege um deputado, eu sou totalmente a favor da defesa dos animais, nunca resisto a postar algum apelo de apoio aos animais, mas não entendo a lógica de se criar um partido independente apenas para essa causa, o socialismo é uma causa completa e a sua análise histórica focada na injustiça responde a todas as causas, assim será com o animais, o PAN deve-se unir á CDU numa coligação e não concorrer só, que enfraquece a esquerda.
Por outro lado a abstenção cresceu, sinal que o descontentamento aumentou, em conclusão, a CDU reforça a votação, ela e o Bloco, e se juntarmos o PCTP-MRPP são 20% do eleitorado(ou seja marxistas ou algo próximo disso) que conseguem ir aumentando a votação (dado muito importante a ter em atenção), o centro perde força sistematicamente e é apenas a apatia, a descrença, os mitos anti-comunistas que enfraquecem e impedem a RUPTURA TOTAL, Lenin afirmava que era preciso algo mais de que apenas a pobreza para a ira de massas se gerar e gerar uma crise revolucionária, era preciso algo psicológico, É PRECISO CRIAR UMA IRA DE MASSAS, UM SENTIMENTO DE RUPTURA, ironicamente o PCTP-MRPP foi criticado por ter um poster com o slogan “morte aos traidores”, logo vieram as alimanhas do politicamente correto a criticar, mas é preciso radicalizar, irar, gerar ira, lembremo-nos sempre do Único, Incomparável, o EXEMPLO ETERNO, Vladimir Ilich Lenin, linguagem radical, clara, apelo claro á transformação, ruptura, fim da guerra, confisco das terras, sem complexos, pudores, e nom dado momento o povo viu a verdade, aprendam com o génio imortal “algo mais é necessário para a ruptura além da pobreza, á algo psicológico na ira”, é preciso talhar esse caminho!!!

Tendes aqui um link com os resultados em detalhe e comparação com 2011:

http://sicnoticias.sapo.pt/Infografias/2015-10-04-Legislativas-2015-todos-os-resultados

1:51 p. m.  

Publicar un comentario

<< Home